sexta-feira, 29 de abril de 2011

* Canção dos mistérios de ser *


tela : sun -rain ( sol-chuva)
por: Salma Shami

do deslumbre de ser
extrai-se o mel
e a folha amargosa
um pedaço de céu
o gosto acerbo da losna
o diário da rosa
frágil flor do desejo
doce e manca
ávida e pálida
entregue ao vigor do ensejo

do deslumbre de ser
evocam-se mistérios
que dançam na escuridão
em chão de névoa
não bailam em vão
há um ponto de luz
guia de cada coração

Úrsula Avner

9 comentários:

  1. Às vezes é tão difícil encontrar este ponto de luz. Às vezes uma poesia nos ilumina o coração. Esta me trouxe luz.

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de poema, você é muito talentosa, já está no meu Top 10.

    ResponderExcluir
  3. uma beleza em versos e imagens, uma bela oração embalada a poesia

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Suave e doce, bem próprio da sua poesia! =)

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Bailado no abismo que há entre ser e ter... ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi querida, te desejo uma linda tarde e uma excelente semana, bela postagem, bjus.

    ResponderExcluir
  7. Sou muito grata por cada postagem, cada palavra de carinho... Um abraço caloroso em cada amiga e amigo.

    ResponderExcluir