sexta-feira, 18 de maio de 2012

Um outro canto

Veja que te quero
sob luzes discretas
quando o sol ainda
estiver aninhado

Veja que te quero
em janelas abertas
quando o amor ainda
não estiver maculado

Veja que te quero
em doses incertas
quando o amor estiver
desbotado

É tanto que te quero
que em mim sobeja
o amor que anelo


Úrsula Avner

* Queridos amigos e amigas, fiquei um bom tempo sem postar mas agora retorno, envolta da alegria
e prazer que a poesia é capaz de nos dar. Um abraço carinhoso a todos que sempre me visitam e prestigiam o que escrevo.

* fonte da imagem- Google sem identificação de autoria

12 comentários:

  1. Oba!!!! De volta! Estava aqui te esperando! Bom retorno, amiga querida!

    Beijão,

    Dani

    ResponderExcluir
  2. Que surpresa ótima a tua volta e com belo poema.
    Alegrias para ti.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. anelo é uma palavra linda, faz sonhar



    beijo

    ResponderExcluir
  4. Que jamais sobeje o amor!


    Bom regresso e bom poder ler-te!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. volte sim Úrsula, que teus poemas e poesias fazem uma falta danada!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Um outro canto, que foi bater na minha porta, com vozes de borboletas.
    Que bom que vc voltou!
    Bj grande, Úrsula querida

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    Que esse anelo seja realizado!!!
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  8. Blog muito legal e interessante. Saudações do polonês;))

    ResponderExcluir
  9. Olá Ursula, seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, Sou Antonio Batalha, portugues, e deixo-lhe um convite, se desejar fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo. Claro que de seguida irei retribuir seguindo também seu blog. Obrigado e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  10. Um belo querer em versos.Parabéns poetisa, bom ter você de volta.Beijos.

    ResponderExcluir