sexta-feira, 8 de outubro de 2010

* (Ins)piração *

tela : Salvador Dali

o poeta precisa do silêncio
não de um silêncio qualquer
mas daquele que vem de dentro
matéria-prima do que
suas mãos esboçam
na escuta sutil do sentimento

o que vem de fora
mesmo quando não é silêncio
traz na face rajadas de vento
sopro de versos
que adulteram o pensamento
ou fazem dele
surpreendente momento

Úrsula Avner

14 comentários:

  1. Nunca se sabe o que motiva o poeta.

    beijo :)

    ResponderExcluir
  2. [não há silêncio mais salvador que aquele que se converte em palavra, se purifica nela, se materializa dentro dela... o perfeito par do ser humano]

    um imenso abraço, Úrsula

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  3. LINDO, Úrsula!

    O vento traz mesmo sopro de versos que às vezes adulteram o pensamento.

    Um poema daqueles que amo.

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  4. Minha querida
    Do silêncio do poeta...nascem belas palavras, como estas.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  5. Certamente a linguagem sem silêncio nos leva por tortuosos caminhos, jamais sonhados!

    Obrigada por sua visita a meu lar Úrsula! Seja sempre muito bem vinda! Abraços!

    E vamos confiar na vida! :)

    ResponderExcluir
  6. Úrsula, palavras sempre tão sensíveis. Esse silêncio é o próprio terreno da poesia.

    bjs.

    ResponderExcluir
  7. é nesse movimento do silencio que se instaura o precipício dos versos,



    beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá, Úrsula! Passando para conhecer este seu espaço, lindo, de bom gosto e, como sempre, com textos magnificos. Parabéns, minha querida.
    Ando com saudades de ti. Beijos e bom fds.
    Milla Pereira

    ResponderExcluir
  9. Un paso inesperado ante tu espacio, me doblego y acaricio así tu presencia escrita…

    Pido disculpas por mi ausencia y por este pequeño mensaje, que publico en la mayoría de los blog que visito.

    Un abrazo
    Saludos fraternos a todos…

    ResponderExcluir
  10. Poema lindo em todas as formas de vento.Parabéns e tudo de bom pra você,beijos.

    ResponderExcluir
  11. Obrigada a cada amigo e amiga que tão gentilmente postou aqui seu comentário. Um abraço caloroso a todos e todas.

    ResponderExcluir
  12. Suas definições poéticas pousam em nós. =)

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir