segunda-feira, 12 de outubro de 2009

* Tecelagem *

É preciso mais de um olhar
para tecer um poema
é preciso um olhar
sobre o olhar

cruzamento de olhares
olhares em dilema

É preciso o olhar externo
e o olhar de dentro
um olhar passivo e terno
e um olhar que teima

É preciso um olhar
que escapa de si mesmo
contempla o recomeço
em si não carrega adereço
não tem pela finitude apreço

um certo olhar
que gangrena
expõe a ferida
olhar que põe
sobre a cabeça
uma diadema

É preciso um olhar
de quem se despede
de quem acena
de quem vê
o que não está explícito
de quem faz cena

Um olhar
que absorve a vida

como uma antena
em contemplação
frenética
ou serena

É preciso mais de um olhar
para tecer um poema


Úrsula Avner


* imagem retirada do Google sem informação de autoria

OBS: O que você vê na imagem postada ? Assim como a imagem acima traz várias imagens sobrepostas, um poema carrega em si vários olhares e possibilidades de interpretação.
Deixo a cada um que me visita alguns dos meus olhares ; meu abraço e agradecimento sincero !

19 comentários:

  1. Úrsula, realmente, cada um põe o seu olhar e, só então, faz a sua leitura do poema! Por isso uma gama de interpreções são possíveis sobre um mesmo tema!

    Particularmente, acho isso uma das coisas mais fascinantes na hora de escrever! Não existe, portanto, poema bom ou ruim, esta separação depende, unicamente, da interpretação de quem o lê!

    Quinatana, sabiamente, já dizia:
    Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente ... e não a gente a ele!


    Meus olhos gostam de ver o que tu, tão habilmente, teces aqui!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Uau Úrsula!
    Este poema está demais.
    Poesia é isso mesmo: É preciso bem mais que simples palavras, mas podem ser palavras simples. É preciso bem mais que sentimento, mas sentires que sangram. É preciso bem mais que versos e rimas, é preciso exacerbamento.
    Parabéns!
    Paola

    ResponderExcluir
  3. Sim, Úrsula, "é preciso mais de um olhar"...

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Certa vez, escrevi um poeminha - já o perdi, nem sei onde - que se chamava "Totens domésticos", que falava algo sobre se olhar com os olhos da coisa observada. Agora, vem seu poema remexer em minha poeira?!?!?! rsrs Seu poema exige um olhar. Ao meu, basta uma cegueira qualquer... Abraços!

    ResponderExcluir
  5. a pintura mostra a moça que ficará velha, a moça conservada nas vivências da velha, e a velha latente na moça.

    já curti poema enigma quando era jovem; agora, estou mais propenso ao estilo árcade e clássico, que é mais fácil.


    =D
    marcos

    ResponderExcluir
  6. Sensacional. É preciso ver um algo mais nas coisas, nas pessoas.E a imagem acima, como colou bem nesse poema, meio místico, meio filosófico, meio ternura. beijos

    ResponderExcluir
  7. Com certeza !
    A poesia começa a ser construída
    num canto indecifrável do ser_poeta
    Uma parcela de sensibilidade que se une
    a um não-se-quê ...
    enfim; belo trabalho, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Lindo o texto e maravilhosa essa imagem!
    E o que é a vida, senão o olhar que lançamos sobre ela.
    Tudo pode ser a mesma coisa, apartir de um ponto de vista onde cada um enxerga o "diferente".

    Adorei.
    Encantada.

    Tenha uma linda semana e fique com um carinhosos beijo meu...

    ResponderExcluir
  9. O olhar pode ser o primeiro fio a se entrelaçar a outros que já existem ou que ainda virão.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá a conheci através do Blog Poema de Chris Amag, adorei este post. Postei lá no meu blog ok. Um Abraço!
    http://umnovolhar-mariah.blogspot.com/2009/10/tecelagem.html

    ResponderExcluir
  11. Encantada com seu blog..
    Te encontrei no blog da Wania...(encantaventos)
    E estou aqui....maravilhada..
    Parabéns!!

    Beijos,
    Regina d'Ávila.

    ResponderExcluir
  12. " A vida não é só isso o que se vê" Um belo poema bem reletido na imagem. Adorei. Bj

    ResponderExcluir
  13. Úrsula,
    Çindo demais...´´e verdade é preciso esse olhar que teima e queima...um olhar q vc tem. bj

    ResponderExcluir
  14. Vim pedir desculpa pela minha ausência no teu blogger mais como havia um feriado e trabalho com turismo ficou difícil, mais agora com um pouco menos de trabalho volto a normalidade.

    "O que diferencia uma pessoa de outra é o seu imaginário, a interpretação que dá aos fatos da vida." (Tisuka Yamasaki)
    Abraços com muito carinho

    ResponderExcluir
  15. Adorei seu comentário..
    E olha...espero que você não se importe, mas fiquei tão apaixonada que fiz um post com sua poesia...
    Grande beijo,
    Regina d'Ávila.

    ResponderExcluir
  16. Agradeço de coração a cada um que me visitou e deixou o registro de seu carinho. Bj na alma.

    ResponderExcluir
  17. Úrsula,

    Um olhar diz tanto que é capaz de mudar séculos de existência.
    Um abraço

    ResponderExcluir