sexta-feira, 6 de novembro de 2009

* Guerreira *




brava rosa

(des)brava caminho

á beira do asfalto

chapiscado de vinho


passa carro

passa gente

o vento passa

a rosa resiste


cresce mato

vem enchente

o tempo passa

a rosa insiste


brada a rosa



Úrsula Avner


* poema com registro de autoria

* imagem do Google

21 comentários:

  1. braVa rosa,ela insiste.Bonito Úrsula.

    ResponderExcluir
  2. Muy bonito tu poema.



    Un beso

    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos..

    Que pases un buen fin de semana..

    ResponderExcluir
  3. Navegando sem ruma com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura e enauqnto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam.
    Se gostar da minha proposta, siga-me.
    Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  4. Oi Adriana, agradeço o carinho de sua visita e amável comentário. Bj ;

    Adolfo, sua presença em meus espaços sempre me alegra. Obrigada por sua amizade, grande abraço;

    Silvana, prazer em contatá-la, seja muito bem vinda, espero que possamos nos comunicar muitas vezes. Fico feliz que tenha apreciado o blog e aportado por aqui, ainda que por alguns minutos... Obrigada por sua gentil visita e adorável comentário. Grande abraço.

    Úrsula

    ResponderExcluir
  5. Obrigada por sua gentil visita e por palavras tão carinhosas a cerca de meu trabalho.
    Voltarei sempre que a minha conexão me permitir abrir as páginas (rs).
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom fibal de semana.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  6. Brava e guerreira ROSA!

    Só assim se chega ao caminho desejado!

    Lindo, Úrsula!

    Bejos

    Mirse

    ResponderExcluir
  7. Flor predileta de muitos poetas
    A rosa , aqui ,
    foi muito bem tratada
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Hoje passando para te ler e desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho

    "É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.
    É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final.
    Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder.
    Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver..."
    Martin Luther King

    Abraços com todo meu carinho

    ResponderExcluir
  9. As rosas são todas guerreiras, apesar da frágil aparência, muita força circula na sua seiva e seus espinhos lhe fornecem proteção!

    Linda poesia: a rosa e suas muitas leituras!
    Tuas palavras me falam além, sempre!


    Um lindo final de semana pra ti,
    Bjs floridos

    ResponderExcluir
  10. Tão frágil... Tão brava. São mesmo assim, as rosas. Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Olá amiga! Passei para me deliciar com mais uma de tuas belas criações.

    Belo poema!

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  12. Em nossos corações também brotam rosas, que sobrevivem ao desamor, ao egoísmo, a indiferença, a correria diária que nos rouba de nós.
    Mesmo assim elas crescem, e sem que percebamos, perfumam as nossas vidas com o perfume da existência.
    Fica feliz.

    ResponderExcluir
  13. Um poema é uma rosa que o poeta segura em suas mãos...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Mirse, Ivan e Eduardo,

    é sempre gratificante receber a gentil visita e o comentário de cada um de vocês. Obrigada pelo carinho. Bj ;

    Wania,

    agradeço de coração suas palavras sempre atentas e amáveis. Bj na alma ;

    Nydia,

    Obrigada pela gentileza da visita e comentário, bj ;

    Rosemildo,

    sua amabilidade sempre me alegra. Um abraço ;

    Aloísio e Graça,

    muito obrigada pela visita e gentileza do comentário. Bj,

    Úrsula

    ResponderExcluir
  15. Rosa brava, meus amores!

    Como o tempo passa!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  16. E que continue bela e brava...a rosa e sua poesia. beijo.

    ResponderExcluir
  17. Úrsula. bom dia!
    Ganhei um selinho da Doroni e gostaria de repassá-lo a você.
    Vá lá, pegá-lo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Fábio e Vieira Calado,

    agradeço a gentileza da visita e comentário ;

    Adriana e Lice,

    é muito bom receber vocês em meu cantinho. Obrigada pelo carinho, bj.

    Úrsula

    ResponderExcluir
  19. Brada a Rosa,
    belo o poema Úrsula!

    Beijos :)
    H.F.

    ResponderExcluir